Novena de São Miguel Arcanjo




Início:

[Fazer o Sinal da Cruz]

Oh! Deus, vinde em meu auxílio.

Senhor, socorrei-me.

Oh! Deus Todo Poderoso, Eterno, que para a salvação do gênero humano enviastes, milagrosamente, à Vossa Igreja o Vosso Gloriosíssimo Príncipe, o Arcanjo Miguel, concedei-nos o seu Socorro e a sua ajuda eficaz contra todos os nossos inimigos, a fim de que em nossa partida deste mundo, obtenhamos comparecer à presença de Vossa Divina e Santa Majestade.

Por Jesus Cristo, nosso Senhor. Amém.

São Miguel Arcanjo, defendei-nos no combate, para que não pereçamos no dia do Juízo.


Em seguida reza-se o Pai Nosso.


Primeira graça:

Nós vos pedimos, oh, São Miguel, em união com os santos Serafins, ajudai-nos a acender em nossos corações o santo Amor de Deus, e atenuar o gosto pelos falsos prazeres do mundo.

Rezar: Pai-Nosso, Ave-Maria e Glória ao Pai.


Segunda graça:

Nós vos pedimos humildemente, oh, Príncipe da Jerusalém Celeste, Chefe dos Querubins, que vos lembreis de nós, sobretudo quando formos assaltados pelas sugestões do inimigo infernal.

Uma vez vitoriosos de satanás, por vosso socorro, ajudai-nos a fazer-nos sacrifício oferecido ao Senhor, Deus do Amor.



Terceira graça:

Nós vos suplicamos devotamente, oh, glorioso Campeão do Paraíso e Chefe dos Tronos, de jamais permitir que nós, vossos fiéis, sejamos oprimidos pelos espíritos maus e pelas enfermidades.


Quarta graça:

Prostrados humildemente diante de vós, nós vos rogamos, oh, grande Ministro de Deus, em união com as Dominações, que defendais a Cristandade em todas as ocasiões, e em particular o Soberano Pontífice, aumentando sua felicidade, assim como as graças que lhe são concedidas nesta vida e a glória na outra.


Quinta graça:

Nós vos rogamos, oh, santo Arcanjo, em união com as Virtudes, de livrar vossos servos das mãos de seus inimigos, conhecidos e desconhecidos, dos falsos testemunhos, das discórdias, de libertar a nossa Pátria, e em particular a nossa cidade, da fome, das epidemias, da guerra, da desonestidade, da iniquidade, da incredulidade, dos tumultos, terremotos e tempestades.


Sexta graça:

Nós vos conjuramos, oh, Chefe das Milícias Angélicas, e vos rogamos juntamente com as Potestades, de prover às nossas necessidades, e às de nossa cidade, levando sabedoria e prosperidade à terra, e piedade, concórdia e paz aos chefes cristãos.


Sétima graça:

Nós vos pedimos, oh, Primaz dos Arcanjos, em união com os santos Principados, de vos dignar nos livrar, a nós, vossos servos, assim como ao nosso país e à nossa cidade, das enfermidades corporais e sobretudo espirituais.


Oitava graça:

Nós vos pedimos, oh, São Miguel, em união com o Coro dos Anjos, de cuidar de nós nesta vida, e, no momento da morte, de nos assistir na hora de nossa agonia, sobretudo no instante de entregar nossas almas, a fim de que, vencedores de satanás, possamos usufruir convosco da bondade Divina, no santo Paraíso.


Nona graça:

Enfim, nós vos rogamos, oh, glorioso defensor da Igreja, militante e triunfante, de vos dignar, juntamente com os Coros dos Anjos, a nos guardar e defender, nós, vossos fiéis, nossas famílias e àqueles que se recomendaram às nossas orações, a fim de que, levando com o vosso socorro uma vida mais pura, possamos eternamente usufruir da Contemplação de Deus, convosco e com todos os Santos Anjos.

Assim suplicamos; assim seja, se for da Vontade do Pai, em Nome do Filho, Jesus Cristo, na Unidade do Espírito Santo;

Amém.


A seguir: Pequena novena a São Miguel Arcanjo para obtenção de graças urgentes.

Um comentário:

Por favor, identifique-se com seu nome ou um apelido (nickname) ao deixar sua mensagem. Na caixa "Comentar como", logo abaixo da caixa de comentários, você pode usar a opção "Nome/URL". O campo "URL" não precisa ser preenchido.

** Seu comentário poderá ser publicado em forma de post, a critério dos autores do blog Fiel Católico.

*** Comentários que contenham ataques e/ou ofensas pessoais não serão publicados. Nossa proposta é basicamente a catequese e a apologética: apresentar a Sã Doutrina, defender a Fé. Debates são esperados e bem-vindos, desde que se discutam ideias e não pessoas. Demonstrar sim, combater sim, discordar sim, condenar erros sim. Julgar pessoas não.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.