Fiel Católico em seu e-mail

O dízimo na Igreja Católica

** Este blog mudou para ofielcatolico.blogspot.com. Acesse e acompanhe nossas atualizações diárias!



MUITOS padres e fiéis católicos acham difícil falar sobre este assunto, principalmente por causa das deturpações que tantos verdadeiros mercadores da fé vêm promovendo nos últimos anos, usando meia dúzia de passagens bíblicas como arma para extorquir e explorar pessoas simples e sem instrução. É muito simples usar textos isolados da Bíblia para justificar qualquer ideia, e o próprio Satanás usou das Escrituras para tentar nosso Senhor Jesus Cristo, dizendo: "Está escrito..." (Mt 4,1-11, Mc 12,13 e Lc 4,1-13). Assim enriquecem, cada vez mais, os falsos profetas...

** Clique para ler o artigo completo
http://ofielcatolico.blogspot.com.br/

47 comentários:

  1. Gostaria de saber se a igreja pedia dizimo nos seculos passados.

    ResponderExcluir
  2. Sim, anônimo, sem dúvida a Igreja já conta com o dízimo dos fiéis há muitos séculos. Nos tempos da Igreja primitiva, todos os recursos eram repartidos igualmente entre a comunidade, como podemos ver no livro dos Atos dos Apóstolos. A Igreja sempre sobreviveu da colaboração dos fieis, desde o início da sua história.

    A participação com o dízimo, ou seja, uma parcela daquilo que se recebe por meio do trabalho, na manutenção da subsistência e das obras da igreja, tem fundamento bíblico, teológico e espiritual.

    No endereço abaixo você pode saber mais a respeito:

    http://www.pastoraldodizimo.com.br/index.php?categoryid=2

    Abraço fraterno.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quando damos por amor, nosso coração agradece. Não perder a chance jamais, de fazer alguém feliz. A ingratidão é a arte da dor.Me sinto leve quando ajudo à outrem. me arrependo de muitas vezes que não o fiz, ainda me dói.

      Excluir
  3. Atos 4:32-35
    32 E era um o coração e a alma da multidão dos que criam, e ninguém dizia que coisa alguma do que possuía era sua própria, mas todas as coisas lhes eram comuns.
    33 E os apóstolos davam, com grande poder, testemunho da ressurreição do Senhor Jesus, e em todos eles havia abundante graça.
    34 Não havia, pois, entre eles necessitado algum; porque todos os que possuíam herdades ou casas, vendendo-as, traziam o preço do que fora vendido, e o depositavam aos pés dos apóstolos.
    35 E repartia-se a cada um, segundo a necessidade que cada um tinha.
    Tem muitos que dizem que o dízimo é para crescer a obra de Deus, esses que agem desta forma estão agindo de forma errada como mostra o versículo acima, o objetivo dos dízimos são para suprir os necessitados e não construir igrejas e templos monumentais, pense quando lhe falarem sobre isso. Veja ao seu lado no banco da igreja quantas pessoas precisam de ajuda, quantos necessitados, veja como estão à vida daqueles que ficam a frente da igreja, veja se eles dividem TUDO o que possuem com quem precisa.
    Na minha visão seria melhor que tivéssemos uma igreja bem estruturada onde todos se ajudassem mutuamente através dos dízimos, onde não houvesse necessitados do que 20 onde todos “devolvessem” o dízimo para construir mais 20 outras igrejas, outros.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É só ver a tv, silas, valdomiro e edir. Os caras estão podre de ricos. Tinham de ir em cana, isso sim.

      Excluir
  4. Olá, segue abaixo alguns comentários e perguntas que fiz para alguns protestantes (não obtive resposta), e agora faço para a religião católica:

    1) Quando que dízimo foi dinheiro nas escrituras?

    2) Quem eram as ÚNICAS pessoas que tinham o direito que cobrar o dízimo? Eram os que seguiam cristo? Não! Jesus foi da tribo de judá, correto? Mas os únicos que PODIAM cobrar o dízimo eram da tribo de Levi (os levitas). Ai eu pergunto: os padres e pastores são da tribo de Levi? Se sim (coisa que é impossível), então vocês seguem os levitas da tribo de Levi, ou Cristo, que foi da tribo de judá, a qual não existia o sarcedocio?

    3) Quando que Cristo cobrou dízimo? Ele enquanto viveu na terra estava sob a lei de moises. Então ele viveu a época do dízimo, tanto que chamou os fariseus de hipócritas, pois os mesmos davam o dízimo mas não comungavam da misricórdia para com o próximo. Mas, Jesus cobrava dízimo?

    4)sobre esse versículo da carta de Paulo para igreja de Corintos que vocês finalizaram o texto:

    "Dê cada um conforme o impulso do seu coração, sem tristeza nem constrangimento. Deus ama a quem dá com alegria."

    por que você não leem o texto completo, ou pelo menos mais dois versículos? Vamos ler mais dois versículos? Vamos lá:

    "E Deus é poderoso para fazer abundar em vós toda a graça, a fim de que tendo sempre, em tudo, toda a suficiência, abundeis em toda a boa obra;

    Conforme está escrito: Espalhou, deu aos POBRES; A sua justiça permanece para sempre
    2 Coríntios 9:8-9"

    Deu aos POBRES!!!! Essa carta de Paulo em nada tem a ver com dízimo, tem a ver com ajudar o proximo meus amigos! E isso devemos fazer pessoalmente, e não dando dinheiro para uma insituição, para ela utiliza-lo em obras. Além do mais, devemos fazer isso sem que ninguem saiba, pois só assim seremos recompensados por Deus em GRAÇA, pois se mostramos nosso atos para os outros, ja fomos compensados.

    fiquem na paz!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Anônimo,

      Respondendo à primeira pergunta: O Henrique em seu texto, escreve que ..."Os judeus davam 10% de tudo o que colhiam da terra com o seu trabalho"... O dízimo não era dinheiro. Respondido?

      Respondendo à segunda pergunta: Os padres não são membros da tribo de Levi literalmente.

      Respondendo à terceira pergunta: As Escrituras não mostram Jesus "cobrando" dízimo para si.

      Respondendo à quarta pergunta: Esta quarta pergunta não tem fundamento, pois quem disse que a Igreja não lê os outros versículos?

      Agora, minha vez de te deixar uma pergunta: Desafio você a encontrar a palavra "dízimo" no Catecismo da Igreja Católica, dizendo o que realmente a Igreja fala sobre dízimo.

      Pax Domini!
      Lucas.

      Excluir
    2. Meu querido amigo anônimo, a paz do Senhor Jesus esteja com você.
      fiquei muito feliz que vc teve a coragem de questionar e além disso mostrou que lê a bíblia,Porém percebí que vc só conhece o novo testamento e ninguém constroi do telhado para baixo e sim do alicerce para cima correto, para entender a questão do dízimo é preciso confrontar o novo com o antigo testamento, par entender o que Jesus disse em (Mt 5,17-20)mas leia a bíblia católica ok! abraço

      Excluir
    3. é isso ai espere que entenda e respeita só Deus pode diz o que é errado que certo to contigo Lucas valeu...

      Excluir
  5. Ola amei o texto.
    Estou escrevendo uma peca teatral e estou usando muitas informacoes desse texto como pesquisa sobre o dizimo na Igreja Catolica, gostaria de saber se a parte do texto onde diz,"A Igreja não exige a doação de 10% do que ganhamos; porém, para ser considerado dízimo, é preciso que seja um percentual, isto é, uma porcentagem dos seus ganhos, sendo no mínimo 1%." eh realmente veridica e de qual fonte foi tirada. Principalmente a parte de que para ser considerado dizimo tem que ser percentual.
    Desde ja agradeco

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Paz de Nosso Senhor Jesus Cristo, Alex Roas!

      Confesso que levei um susto ao ler o seu nome de relance: por um instante achei que se tratasse do famoso artista (quadrinista) norte-americano Alex Ross...

      Brincadeiras à parte, ficamos felizes em saber que o nosso trabalho está sendo útil.

      A informação que você menciona, quanto ao percentual de 1%, é, sim, verídica, embora haja alguma controvérsia a esse respeito, já que o Catecismo não aborda a questão diretamente. De qualquer maneira, esta informação foi publicada neste blog sob a acessoria dos padres Profº Dr. Pe. Vicente de Melo, CSsR (atualmente em atividade na Paróquia Nossa Senhora do Bom Sucesso, em Guaratuba - Paraná, e comunidades diversas) e do Pe. Luiz Paulo de Souza (atualmente administrador da Paróquia São José de Vila Zelina, São Paulo - Região Episcopal Belém, Setor Vila Prudente).

      Esta mesma informação também consta de um pequeno livro que é usado como referência por muitas comunidades da Igreja no Brasil, intitulado "Dízimo, Expressão Forte da Comunidade" (Antoninho Tatto - editora O Recado).

      Apostolado Voz da Igreja

      Excluir
  6. Aviso ao leitor autodenominado "evangélico" que enviou-nos uma mensagem defendendo a obrigatoriedade do pagamento integral dos 10% do dízimo, usando algumas passagens bíblicas completamente fora de contexto e afirmando que não pagar rigorosamente os 10% é o mesmo que "roubar a Deus":

    * Sua mensagem não foi publicada por conter pregação contrária à Sã Doutrina de Nosso Senhor Jesus Cristo, como demonstraremos a seguir.

    Os pagamento dos dez por cento obrigatórios foi instituído na Lei de Moisés, estipulado para manter os sacerdotes e a tribo de Levi, que mantinha o Tabernáculo e depois o Templo, pois eles não podiam possuir heranças e territórios. Era dado em forma de mantimentos e também era usado para assistir os órfãos, viúvas e pobres. Depois da destruição do Templo (70 dC) a classe sacerdotal e os sacrifícios cessaram, e os rabinos passaram a recomendar que os judeus prestassem auxílio aos mais necessitados.

    Por ser Cristo o Supremo Sacerdote, consumou o sacerdócio levítico com todas as suas as leis, dízimos e costumes, esclarece o Apóstolo São Paulo na Carta aos Hebreus (Hb 7,1-28): "Com efeito, mudado o sacerdócio, é necessário que se mude também a lei" (Hebr 7, 12). Mais adiante, o mesmo santo Apóstolo arremata: "Com isso, está abolida a antiga legislação, por causa de sua ineficácia e inutilidade." (Hb 7,18).

    Mais claro do que isso, impossível. Deixemos a palavra de "pastores" de lado e sigamos as orientações da única e santa Igreja instituída diretamente por Nosso Senhor Jesus Cristo, e assim não erraremos.

    Apostolado Voz da Igreja

    ResponderExcluir
  7. dar dizimo de 10% não é pra qualquer cristão não, tem que ter muita fé e negar-se a si mesmo. Se eu quero dar quem me empedirá?

    ResponderExcluir
  8. O dízimo foi instituido pela Lei de Moisés;não tratava-se de dinheiro e sim de mantimentos.Com a abolição da Lei na morte e ressurreição de Cristo o dízimo não mais teve sentido,mas, a contribuição voluntária conforme a possibilidade de cada um.O Papa Bento XVI promulgou em 28/06/05 a mudança no quinto mandamento da Igreja Católica(Quincálogo)da palavra dízimo,abolindo-a do texto.Então, qualquer ato de arrecadação que for proferida a palavra dízimo não será benvinda.
    Mandamento 5 "Atender às necessidades materiais da Igreja,cada qual segundo as próprias possibilidades"

    ResponderExcluir
  9. Olá.
    Sou católica e gostaria de saber porque os evangélicos falam que a bíblia condena fazer leilões para ajudar na igreja.

    Agradeço pela resposta.

    ResponderExcluir
  10. Bom dia!
    Sou católica, e gostaria de entender melhor o significado da frase, na hora da missa: "Mas dizei uma palavra e serei salva."?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá amiga anônima, bom dia, estou muito feliz por me sentir capaz de ajudá-la a entender a frase citada "Mas dizei uma palavra e serei salva", a fé que este referido personagem tem em Deus é tamanha que ele acredita que Jesus não precisa nem fazer uma oração grandiosa, basta dizer fica curado e pronto ele estará curado.

      Excluir
  11. A IGREJA CATÓLICA NOS MOSTRA COMO DAR O DÍZIMO COM ALEGRIA NÃO NECESSARIAMENTE OS 10% QUE AS OUTRAS IGREJAS EXIGEM DOS FIÉS PARA ENREQUICIMENTO PRÓPRIO COMO SE VÊEM PASTORES RICOS MOSTRANDO SUAS RIQUEZAS EM MANSÕES ;FAZENDAS GADOS. E ESQUECERAM DE ENCINAR O PRINCIPAL QUE É O VERDADEIRO AMOR AO PRÓXIMO.

    ResponderExcluir
  12. Porque a questão do dízimo é muito polêmica? Para aqueles que aderem a ele deveria ser um ato de fé e ser feito com muita alegria. Eu, particularmente,sou contra a esta prática do 10%.Não, simplesmente, por ser contra,mas porque biblicamente a prática do dízimo é uma obrigação dos judeus que deviam obedecer a Lei de Moisés que instituiu o dízimo.Acontece que, as igrejas, principalmente as denominadas evangélicas no afã de arrecadar cada vez mais,ignoram a abolição da Lei na morte de Cristo e com ela a prática do dízimo, fazem uso,erroneamente, principalmente do livro de Malaquias aterrorizando os fiés incautos,que por falta de conhecimento,talvez por falta de leitura da palavra se deixam levar por esses líderes malaquianos desonestos.Devemos contribuir voluntariamente de acordo com as nossas possibilidades.

    ResponderExcluir
  13. Vamos aos questionamentos !

    Estudei um pouco de Reforma Protestante e pude constatar que nem Calvino nem Lutero se utilizaram dessa Lei de Moises ! Alguem sabe se um dos 2 aderiram o dízimo no inicio da reforma ? Se não, quem ou qual igreja protestante iniciou essa prática ?

    Tive a oportunidade de assistir um novo documentário que acabou de estrear no History Channel chamado Gigantes da Indústria. E conhecia a história de John D. Rockefeller. Vou sintetiza-la, ele era um homem de família pobre e não tinha pai e teve que sustentar a família desde cedo e sua mãe sempre disse a ele para doar 10% do que ganhava a Igreja Batista da época. Seu visão empreendedora o levou ao ramo de Petróleo. Certo dia ele pensou em expandir seu negócio e precisava de alguém que transportasse o seu produto, e para isso marcou uma reunião com o cara mais rico dos EUA na época dono de ferrovias.

    Ele se preparou para a viajem de reunião e perdeu o trem para NY. E esse trem sofreu um acidente e todos morreram. Isso foi como uma inspiração divina em sua vida e ele passou a agir como se todas as suas ações fossem de inspirados por Deus.

    Conclusão ele fechou o negócio com o ferroviário prometendo mais do que podia produzir e com isso criou um império petrolífero de 1,2 Trilhões de Reias.

    Desculpem eu tive que contar essa história ela tem um valor MUITO relevante no processo de entendimento da cobrança do dízimo pelas igrejas protestantes.

    Ao pesquisar sobre Rockefeller no Google descubro entre os primeiros resultados o Blog do Edir Macedo, então descubro que a base da IURD está na filosofia de Rockefeller. O Bispo Macedo usa essa história para afirmar que graças ao exemplo de Rockefeller de doar 10% a vida toda permitiram a ele construir seu império. É quase como se ele houve-se criado a Lei Rockefeller.

    Logo em seguida leio um comentário no próprio blog

    "Vitor Melo, da iurd de Betim-mg

    Dar o dizimo é muito bom, pois temos o DIREITO de cobrar de Deus, e quando somos fiel com Ele, Ele nos responde. Na fé!"

    O que acham de tudo isso ? Para min Rockefeller abusou da inspiração divina destruindo muitas vidas para impor seu monopólio.

    ResponderExcluir
  14. O dizimo do macon deve ser aceito pela igreja?sendo excluido da mesma.i

    ResponderExcluir
  15. Pode a Igreja Catolica aceitar o dizimo de um macom?sendo este excluido ou"excomungado" pela própria Igreja?

    ResponderExcluir
  16. Sou dizimista fiel dos 10% e Deus tem me abençoado grandiosamente, é uma questão de Fé, se fazem ou não algo errado com o dinheiro eles é quem irão prestar contas com Deus. a questão é que quando voce devolve 10% dos 100% que Deus te deu, voce então esta mostrando a Deus que confia nele, e que sabe que Ele jamais deixara faltar algo para voce. Ninguem pode falar do que não conheçe, ja fui católico hoje sou evangélico e tenho visto que quando voce se mostra fiel com Deus Deus também é fiel contigo. Realmente Deus não precisa do nosso dinheiro, ele precisa sim que acreditemos Nele, e a maior prova disso é ser fiel no dizimo.

    ResponderExcluir
  17. Caros amigos, Jesus não cobrou o dízimo, mas também não desaconselhou, pelo contrário; em Mt 23,23 ele criticou os judeus que davam o dízimo de tudo, mas não praticavam a justiça e a caridade, mas ele também disse: façam isso sem esquecer aquilo, ou seja ele mandou que dessem o dízimo e praticassem a justiça e a caridade e fossem fiel a Deus.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Alguns podem até desviar o dinheiro do dízimo, mas os pastores na sua maioria investe de forma correta e honesta.

      Excluir
  18. A todos os cristãos, Graça e Paz.

    Como bom protestante, sou honesto em dizer que este post está realmente muito bom. Fundamentado na Bíblia e coerente com o ensinamento cristão. O 1% é uma tradição católica, como o 10% nas evangélicas. Não vejo problemas com isso, mas deve-se deixar claro que são tradições, e não há no novo testamento nenhuma ordenança direta para os cristãos darem os 10%, como no antigo testamento. Ou seja, algumas igrejas de meus irmãos evangélicos tem, creio eu, uma visão um pouco equivocada. Muito bom esclarecimentos como esse.

    ResponderExcluir
  19. Alguém me diz pelo amor de Deus quando e como foi que Jesus Cristo "fundou" a Igreja Católica???

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pelo amor de Deus, tire as vendas dos seus olhos e leia o Evangelho segundo Mateus, capítulo 16, versículos 15 a 19!

      Pelo amor de Deus, entenda que as "igrejas" protestantes só surgiram no século XVI, quando a Igreja Católica já tinha mais de mil e quinhentos anos de existência, e, portanto, a Igreja que Jesus deixou só pode ser a católica!!

      Pelo amor de Deus, entenda que Jesus Cristo mesmo, diretamente, fundou apenas uma Igreja neste mundo, - a sua Igreja, - e não diversas "igrejas", e deu a esta única Igreja a autoridade sobre a doutrina, confiando-lhe a guarda do seu "rebanho", isto é, do seu povo neste mundo, na pessoa do Apóstolo Pedro (João 21,15-17)!!!

      Abraço fraterno e a Paz de Nosso Senhor Jesus Cristo

      Apostolado Fiel Católico

      Excluir
  20. O pior de tudo é que os protestantes vivem dizendo que nós católicos que não lemos a bíblia!!!! É o fim da picada mesmo!

    Juliano A.P

    ResponderExcluir
  21. Boa tarde.
    Li o seu artigo e gostei muito, mas tem uma coisa que não concordo. vendo que você citou o texto :
    Dê cada um conforme o impulso do seu coração, sem tristeza nem constrangimento. Deus ama a quem dá com alegria.” (2Cor 9,7)
    Esse texto esta falando das ofertas e não do Dizimo .
    Oferta = Aquilo que se oferece;
    Dizimo = decima parte.
    Oferta é algo que tenha que vim de dentro do seu coração, como diz o texto. Mas DIZIMO como o nome diz é a decima parte de TUDO que você tem. Não é só dinheiro e de TUDO.
    Queria que você analisasse esse ponto de vista e começasse a dizimar da forma que a BIBLIA ensina .
    Abraços e desculpa .

    ResponderExcluir
  22. "Quem crê em mim, como diz a Escritura, do seu interior fluirão rios de água viva".
    João 7:38

    Jesus se refere à única verdade nesse mundo tenebroso no qual vivemos, sem adaptações convenientes à natureza humana, pois este é fruto da desobediência da qual somos herdeiros. Ele não veio mudar a lei, mas nos dar condições de segui-la. E isso só se torna possível quando recebemos o mesmo espírito que habitou nele enquanto homem. Sem seu espírito é impossível praticar a Palavra, sem seu espírito é impossível ser salvo, sem fidelidade incondicional à Palavra é impossível ter o Espírito Santo.

    Eu não falo de um Deus que não conheço... Eu falo do Espírito d'Ele, que pela minha obediência à Palavra, me livrou de um tormento espiritual que roubou mais de vinte anos da minha vida, o qual a tornou impossível sem o uso crônico de Anafranil e Rivrotil.

    Fui liberto pelo seu Espírito... Vide Gálatas 5.

    O dízimo é muito mais que dinheiro. O dízimo é vida, é sangue, é fidelidade. Mas é, também, a base de tudo, pois se nossa vida não estiver no altar, Deus abomina nossa conduta, nossa vida, nossas ofertas e tudo mais que venhamos a fazer pela nossa vida espiritual junto d'Ele.
    Vide Salmo 50

    O Espírito de Deus não habitava dentro do homem antes do sacrifício de Jesus... Sendo está a mudança. Não a mudança da lei, mas a mudança do nosso interior em face da lei, devido ao novo sacerdócio. Todos quantos recebem o Espírito de Deus se torna novo sacerdote.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leonardo S. de Oliveira.7 de outubro de 2013 17:01


      "Todos quantos recebem o Espírito de Deus se torna novo sacerdote."

      Esses prostestantes e suas mil teorias e Doutrinas, frutos do livre exame, da sola fide, e da sola scriptura.Bem já que o sapiente "doutor" protestante nos brindou com passagens pinçeladas da sua "bíblia" mutilada e tradução dúbia, por favor me explique a passagem em que São Pedro ( o primeiro Papa) proíbi o lívre exame particular, e diz que pseudos- "doutores" deturpariam os textos Sagrados contribuindo com isso com sua própria condenação.
      Me divertindo à beça com a erudição desse "doutor" protestante, despeço-me!!
      In Corde Jesu, semper!!!

      Excluir
    2. Leonardo, graça e Paz!

      Qual é o texto no qual Pedro proíbe o livre exame?

      Obrigado.

      Excluir
    3. Leonardo S. de Oliveira.16 de outubro de 2013 11:23

      Prezado Filipe Santos, Salve Maria!!
      II São Pedro,1,20
      “Sabendo primeiramente isto: que nenhuma profecia da Escritura é de particular interpretação.”
      E tem também essa passagem que reforça ainda mais:

      II São Pedro, 2




      1. Assim como houve entre o povo falsos profetas, assim também haverá entre vós falsos doutores que introduzirão disfarçadamente seitas perniciosas. Eles, renegando assim o Senhor que os resgatou, atrairão sobre si uma ruína repentina.
      II São Pedro, 3
      16. É o que ele faz em todas as suas cartas, nas quais fala nestes assuntos. Nelas há algumas passagens difíceis de entender, cujo sentido os espíritos ignorantes ou pouco fortalecidos deturpam, para a sua própria ruína, como o fazem também com as demais Escrituras.
      Por isso que precisamos da Santa Igreja Católica para nós guiar na interpretação segura da Bíblia.
      Aquele que interpreta a Bíblia de modo particular comete um crime igual a uma pessoa que interpreta um livro de medicina de forma particular e sai por ai se achando médico e fazendo operações.
      In Corde Jesu, semper.

      Excluir
    4. Olá Filipe.

      Desculpe por me intrometer, mas como vi sua pergunta ainda sem resposta. São Pedro fala sobre isso logo no início da segunda carta: "Antes de tudo, sabei que nenhuma profecia da Escritura é de interpretação pessoal.Porque jamais uma profecia foi proferida por efeito de uma vontade humana. Homens inspirados pelo Espírito Santo falaram da parte de Deus." (2Pe 1,20-21).

      Graça e Paz!

      Excluir
    5. A todos, Graça e Paz.

      Obrigado pelas respostas. Claramente concordamos que interpretações tendenciosas são um veneno mortal que corrói o cristianismo verdadeiro. Relativamente às profecias, o texto é claro que a escritura é inspirada por Deus e perfeita; feita por homens santos inspirados pelo Espírito Santo. Sua leitura é portanto um tesouro. Entendo que o livre acesso e leitura da escritura deve ser incentivado, pois nela encontramos a vontade de Deus. Inclusive as cartas dos Apóstolos eram abertas a toda a Igreja e serviam para e edificação e fortalecimento. Creio pessoalmente que a leitura aplicada da Bíblia, se feita com coração sincero e com a ajuda do Espírito Santo, nos fortalece e quebra a maioria das heresias que vemos hoje e em toda a história. Essas heresias surgem do que Paulo chama em Timóteo de falso conhecimento:
      ----------------------------------------------------------------------
      Timóteo, guarde o que lhe foi confiado. Evite as conversas inúteis e profanas e as idéias contraditórias do que é falsamente chamado conhecimento;
      professando-o, alguns desviaram-se da fé. A graça seja com vocês.

      1 Timóteo 6:20-21
      ----------------------------------------------------------------------
      Eu pessoalmente não creio que uma pessoa que com bom tempo de estudo da escritura caia facilmente em heresias de qualquer tipo, a não ser que seja doutrinada a tal, como vemos nas seitas.
      Gostaria de saber se há algo no Catecismo da Igreja sobre esse assunto. Já li alguma coisa dele, mas como é um documento muito extenso, peço ajuda a vcs.

      Obrigado!

      Excluir
    6. Leonardo S. de Oliveira.18 de outubro de 2013 11:15

      Prezado Filipe Santos, Salve Maria!!

      "Eu pessoalmente não creio que uma pessoa que com bom tempo de estudo da escritura caia facilmente em heresias de qualquer tipo..."

      Para esse trecho seu que achei bastante interessante, eu poderia te dar inúmeros exemplos de pessoas que passaram anos estudando as Escrituras e formularam heresias, ex:
      "padre" Beto de Bauru, Leonardo Boff,
      Pedro Casaldáliga e etc...
      A lista poderia ser imensa de pessoas que estuda as Escrituras e ao desobedecer ao Santo Magistério da Igreja Católica acaba cometendo heresias e perdem suas almas.
      Veja Filipe Santos como o verdadeiro Espírito Santo guiava o primeiro Papa em suas epístolas nessa passagens:
      II São Pedro, 2
      1. Assim como houve entre o povo falsos profetas, assim também haverá entre vós falsos doutores que introduzirão disfarçadamente seitas perniciosas. Eles, renegando assim o Senhor que os resgatou, atrairão sobre si uma ruína repentina.

      II São Pedro, 3
      16. É o que ele faz em todas as suas cartas, nas quais fala nestes assuntos. Nelas há algumas passagens difíceis de entender, cujo sentido os espíritos ignorantes ou pouco fortalecidos deturpam, para a sua própria ruína, como o fazem também com as demais Escrituras.

      Aquele que interpreta a Bíblia de maneira particular comete um crime que acaba assassinando as almas dos inocentes e por fim a própria alma.

      In Corde Jesu, semper.

      Excluir
    7. Leonardo, Graça e Paz!

      Bem, estamos num post sobre o dízimo e falando numa coisa totalmente diferente... mas vamos lá. Apesar de eu ser protestante, não me vejo com autorização para interpretar a bíblia de qualquer jeito. analise o que eu quis dizer com o exemplo do "Padre" Beto de Bauru. Ele defende a homossexualidade, não? Soube que ele, inclusive, está divulgando que o Papa deu declarações que poderiam ser favoráveis à suas ideias. O que é absurdo, lógico. A bíblia é claríssima quando fala sobre o tema e proíbe veementemente. Isso não é interpretação: é deturpação! Essas pessoas tem ideias preconcebidas e querem torcer a escritura para acomodá-las. Muitas seitas fazem isso. As pessoas que tem conhecimento, como eu falei, e são cristãos sinceros, não tem essas intenções. É preciso crer que a Bíblia é inerrante, mas nós não somos!

      Deus os abençoe!

      Excluir
    8. Olá novamente Filipe,

      Li em algum lugar neste blog que você estaria interessado em ler o Catecismo da Igreja Católica. Caso isso seja verdade, na primeira parte, Capítulo II, artigo 3 encontra-se o texto referente a posição da Igreja a respeito das escrituras.

      Fique com Deus.

      Excluir
    9. Giliard, Graça e Paz.

      Estou lendo a referência que vc me mandou.

      Obrigado e que Deus o abençoe!

      Excluir
  23. Boa Noite, a tempos fiz um propósito com Deus em oração, de Doar sempre 10% do meu dízimo, porém, a alguns meses venho tendo certas dificuldades em minhas finanças. Como faço nesse caso ? Eu compreendo as escrituras, "dai conforme a vontade de seu coração", e eu sempre dôo com alegria e paz no coração, mas estamos sempre sujeitos a dificuldades e etc, e é isso que estou passando. O que me dizem ?

    Não querendo ser rude, mas podem me orientar, se possivel contando com ajuda do Padre ?

    Fiquem com Deus.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo, Graça e Paz.

      Você está certo em relação ao dízimo em si. Dê conforme o que o Espírito Santo o direciona. O problema, a meu ver, é o seu propósito com Deus. Penso, mas não sou nenhuma autoridade, que vc deveria orar e pedir uma resposta de Deus. Se achar que não pode mais pagar, peça perdão pelo por não conseguir cumprir seu propósito. Ele é fiel e justo para nos perdoar. Mas, for a vontade de Deus que vc continue ofertando, não há problemas grandes demais para impedi-lo! Confie na resposta do Senhor.

      Excluir
  24. Não acho que Deus seja tão intolerante quanto ao percentual do dízimo, como se fosse um contador de calculadora na mão. Se assim fosse, eu não veria tantos infiéis, incrédulos e ingratos prosperando muito mais do que os fiéis. E muitos pensam que dízimo é uma barganha, uma garantia de que Deus vai devolver o "empréstimo" com juros. Maioria dos protestantes pensam assim. Dízimo é uma forma de mostrar gratidão, e de ajudar a igreja a assistir os necessitados. DUVIDO que os pastores que pregam a obrigatoriedade dos 10% certinhos dêem os 10% de TUDO que possuem.

    ResponderExcluir
  25. Boa tarde, a Paz.....
    participo da igreja faço parte de pastorais e hoje em uma reunião de circulo (casais do ECC) surgiu uma dúvida.....
    O dízimo na família devo dar por cada membro da casa que trabalha ou junto todas as rendas da família e doa-se esse dízimo numa somatória, afinal quando casa-se e une-se tudo o que ganha numa renda só, não o que é meu e o que é dela???
    Não sei se fiquei claro, mas por favor esclareça essa nossa dúvida!
    Obrigado e a Paz de Cristo.

    ResponderExcluir
  26. Fiquei impressionado quando a própria bíblia diz, em relação a que tudo que deus faz é perfeito, e em seguida, a bíblia diz assim:

    Por ser Cristo o Supremo Sacerdote, consumou o sacerdócio levítico com todas as suas leis, dízimos e costumes, como esclarece o Apóstolo São Paulo na Carta aos Hebreus (Hb 7,1-28): "Com efeito, mudado o sacerdócio, é necessário que se mude também a lei" (Hebr 7, 12). Mais adiante, o mesmo santo Apóstolo arremata: "Com isso, está abolida a antiga legislação, por causa de sua ineficácia e inutilidade" (Hb 7,18).

    ResponderExcluir
  27. Em torno da discussão entre a igreja protestante a católica lanço apenas uma questão. Em João 14:6 pode ler-se "Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim". Porque razão a igreja Católica insiste no culto da virgem Maria e pedir que a Virgem interceda por nós quando só existe um caminho para chegar a Deus - Jesus Cristo. Que a paz de Deus seja convosco! Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo, como você pode imaginar, já respondemos a essa pegunta inúmeras vezes. Deixo abaixo dois links para que você encontre a sua resposta:

      ** Veneração à Virgem Maria, leia em:

      http://vozdaigreja.blogspot.com.br/2000/04/veneracao-virgem-maria.html

      *** Origem da devoção à Virgem Maria, leia em:

      http://vozdaigreja.blogspot.com.br/2002/05/pergunta-e-resposta-origem-da-devocao.html

      Abraço fraterno e a Paz de Nosso Senhor Jesus Cristo

      Apostolado Fiel Católico

      Excluir

Por favor, identifique-se com seu nome ou um apelido (nickname) ao deixar sua mensagem. Na caixa "Comentar como", logo abaixo da caixa de comentários, você pode usar a opção "Nome/URL". O campo "URL" não precisa ser preenchido.

** Seu comentário poderá ser publicado em forma de post, a critério dos autores do blog Fiel Católico.

*** Comentários que contenham ataques e/ou ofensas pessoais não serão publicados. Nossa proposta é basicamente a catequese e a apologética: apresentar a Sã Doutrina, defender a Fé. Debates são esperados e bem-vindos, desde que se discutam ideias e não pessoas. Demonstrar sim, combater sim, discordar sim, condenar erros sim. Julgar pessoas não.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.